14/03/08

APENAS UMA TELA

Quisera partir numa nuvem
Com a alma pura,
terna,
bela.
E suspenso pairar
sobre o tempo,
sobre a esfera
Mergulhar no céu imenso
E longe de mim
e do mundo,
Sonhar.
Pairar sobre calmarias
Apartada de tormentas,
Abraçar gentis quimeras,
Embalar, terna, a esperança,
E alcançado o infinito
Planar por entre as estrelas
Embeber a alma nelas
E continuar a Sonhar.
E que o dia e a noite juntas
Vestissem o horizonte
E salpicassem o Sonho
De cores ternas,
quentes,
eternas.
E o Sonho fosse

Apenas uma tela.

4 comentários:

Sonia Regly disse...

Gostei muito de visitar seu espaço, muito acolhedor. Belos poemas, boas mensagens. colorido, dinãmico, alegre, descontraído.Voltarei outras vezes.

Anônimo disse...

OLÁ, DOCE MIGUINHA RO
EXCELENTE NOITE E UM DOMINGO MARAVILHOSO...O TEXTO ESTÁ LINDO!
ADORO ESTA MUSICA TAMBEM...
A TORCIDA VALEU!... POIS NOSSO CANTINHO ESTA VOLTANDO COM SUAS CORES E ROMANTISMO.. A SER UM LUGAR ENCANTADOR E ACONCHEGANTE!
VC É DEMAIS....
PARABÉNS PELA SUA FORÇA!
BJSSS COM CARINHO.... YU

BJSSS COM CARINHO YU

Pati disse...

Oi,guriaa...vim te visitar e adorei teu blog...lindo poema este aqui!Beijuss

Anônimo disse...

Ro.. deixei mensagem lá na poesia do verissimo..rss
bj*
Li*